OSB-SP apresenta projeto de fiscalização do NCI à Assembleia do Conselho Municipal do Idoso

“14,75% do município de São Paulo é idoso. Temos que batalhar para que esse trabalho continue e se amplie”, diz Rubens Casado

Reunião da Assembleia Geral do Grande Conselho Municipal do Idoso na CMSP

Nesta terça-feira (04/10), o Observatório Social do Brasil – São Paulo (OSB-SP) apresentou o projeto de fiscalização do Núcleo de Convivência do Idoso (NCI) à Assembleia Geral do Grande Conselho Municipal do Idoso (GCMI). A reunião ocorreu na Câmara Municipal de São Paulo (CMSP), na Bela Vista, com o Auditório Prestes Maia repleto de representantes da terceira idade paulistana.

“14,75% do município de São Paulo é idoso. O NCI serve para tirar os idosos do isolamento e melhorar a saúde dessa população. Nós temos um espaço para que esse trabalho seja feito e nós temos que batalhar para que esse trabalho continue e se amplie”, incentivou Rubens Casado, coordenador do projeto no OSB-SP.

Antes da apresentação de Casado, a vice-presidente do OSB-SP, Gioia Tumbiolo Tosi, explicou sobre os métodos de trabalho do Observatório Social do Brasil – São Paulo. “O objetivo foi apresentar o projeto ao Grande Conselho Municipal do Idoso por duas razões. A primeira é que o intuito do projeto é justamente apoiar os conselhos de políticas públicas e a segunda é sensibilizar os conselheiros para que se engajem como voluntários no monitoramento da política pública, tão importante a este segmento”, esclareceu Gioia.

Casado ainda destacou que “a Freguesia do Ó, Aricanduva, Vila Formosa, Mandaqui e diversas outras regiões importantes não têm o NCI, enquanto outras regiões possuem mais de uma unidade. Queremos NCIs em todos os distritos, para todos terem acesso”, enfatizou o coordenador.

A partir deste mês, o projeto de fiscalização do Núcleo de Convivência do Idoso do OSB-SP apresentará um levantamento regional da presença e qualidade desse serviço público. Saiba mais aqui.

*Por: Redação OSB-SP